Diário de uma grávida

26 semanas e uma mistura de sentimentos.

23 de janeiro de 2012     Gravidez, Maternidade     4 comentários

diario

Pois bem, estou completando 26 semanas de gestação e Alinne está cada vez mais saudável aqui dentro, graças a Deus! Os chutinhos que antes eram quase imperceptíveis estão ficando cada vez mais intensos e eu ainda me emociono toda vez que olho pra minha barriga e ela está em um formato completamente estranho, como se minha hóspede estivesse mandando recado de que o espaço está ficando apertadinho para o seu tamanho… rs. Em 26 semanas eu ainda não consigo acreditar que sim, eu estou gerando um bebê que em breve estará em meus braços toda linda e rosa – bem rosa – com aquele cheirinho gostoso e aquele bumbum fofo que só os bebês conseguem ter e que nos dá uma vontade danada de morder, hehehe. Em 26 semanas eu ainda não consegui relaxar e esperar o momento certo para pensar no parto, sofro por antecipação desde quando o exame deu positivo, é um medo misturado com ansiedade, insegurança, fé, sonho, esperança… impossível de explicar com palavras! Alinne ainda nem nasceu e eu já não sou a mesma pessoa, já me vejo abrindo mão de coisas que gosto sem pensar duas vezes porque toda a minha prioridade agora é essa garota que eu ainda nem conheço mas já amo tanto…

E isso tudo em 26 semanas!

Em 26 semanas eu tive minha primeira noite mal dormida depois de ter tido o meu primeiro dia deprimido sem motivo. Acordei e simplesmente não me senti bem, não queria papo nem com o marido e pedi dele pra me deixar sozinha. Quando isso aconteceu a única coisa que fiz foi chorar… chorar sem parar. Algumas pessoas já tinham me avisado que, mais cedo ou mais tarde isso aconteceria, e é normal. O duro é aceitar essa tristeza quando eu tenho todos os motivos para estar feliz e radiante. É como se eu estivesse sendo a pessoa mais ingrata do mundo por ficar triste enquanto uma coisa tão linda acontece comigo, afinal, é um bebê que está crescendo aqui dentro, é o meu sonho se tornando realidade, é a família toda esperando o grande dia… E aí eu me forço a fingir que estou super bem. E é aí que está o grande erro.

Se uma pessoa normal não é capaz de estar 100% todos os dias, como é uma uma grávida com mil hormônios alterados, mil medos e expectativas na cabeça vai conseguir? Tudo o que nós grávidas queremos em momentos como esse é ficar sozinhas com nossos botões, sem ter que pensar em nada e nem ninguém até que os sentimentos voltem ao normal. Vai por mim, as coisas automaticamente melhoram. Nada substitui a alegria imeeeensa de estar gerando um bebê, nem essa tristeza momentânea, mas ainda que seja momentânea, me deixe quieta “curtindo esse momento down” que já já ele passa. Não insista para que eu fique animada, não diga que meu bebê é menos amado só porque eu não estou afim de te mostrar um sorriso. Respeite o meu momento. É difícil pra você aceitar? Imagina pra mim que estou vivendo na pele toda essa loucura de me tornar mãe.

Ah! E outra dica importante: aja com naturalidade. Encher uma grávida de perguntas sobre o momento de tristeza, só vai deixá-la mais triste, e pior, além de triste ela vai no mínimo ficar muito irritada também, porque ela não está afim de falar, nem explicar, nem nada. Tenha em mente uma coisa, do jeito que a tristeza veio, ela vai. No fundo, no fundo, apesar de não conseguirmos demonstrar no momento, sabemos o quanto estamos felizes. E é isso que importa. Essa pessoinha aqui dentro ainda é tão pequenininha e já me transformou tanto…

E isso tudo em 26 semanas!

Que chegue logo o grande dia!
Te amo filhinha <3

Palavras-chave: , ,

Posts Relacionados

Comentários

Comente com o Facebook

Comente com o seu E-mail

  1. 23 de janeiro de 2012 às 8:39 pm

    Own meu anjo, realmente são muitos sentimentos ao mesmo tempo… Em relação ao parto realmente ficamos nervosas, ansiosas e inseguras, mas opte por o que você achar melhor pra você e pra saúde da Alinne. E somos mãe a parte do momento que descobrimos esse divino presente, mesmo tão pequenino nós abrimos mão de tudo por eles, é esse o sentimento de mãe. Espero que você esteja melhor, e não se sinta ingrata, de forma alguma, são apenas hormônios, rsrsrs… Beijão.

    • 23 de janeiro de 2012 às 9:26 pm

      Aqui no meu momento quieto, sozinha… escrevi e fiquei melhor. Obrigada flor! Beijo grande! :*

  2. 23 de janeiro de 2012 às 10:15 pm

    Meu bebe, sabe que ate hoje as vezes eu me apego na lembrancas de quando vc era bebezinha, que tempos maravilhosos que passamos juntas, curta o maximo que vc puder todos os momentos, todos mesmo, Ate esse de querer chorar e chorar, porque é melhor chorar de felicidade do que de tristeza, de falta, que é o que mais sinto hj em dia, é a falta de vcs, correndo, brincando, gritando, enfim, infelizmente todos crescem e passam a cuidar de si mesmos… desculpe, mais as lagrimas são tantas q nao consigo continuar… te amo.

  3. 26 de janeiro de 2012 às 3:04 pm

    oUN.. sei muiitoo bem como é isso….são momentos unicos que uma gravida passa… mais como vc mesmoo falou prescisamos ficar só porque são momentos que nem nos mesmas sabemos a resposta!! vivaa esse momentoo que é unicoo e lindoo….e cada fase que passa super rapido!! curta o maximo e registre o bastante….semana que vem irei curtir a nova fase do meu bb será sua primeira semana de aula estou toda empolgada cuidando do seu material escolar…^^ rsrsr… bjus Linda *-*

Seu nome:
Seu e-mail:
Seu blog:
Mensagem: